British vs AmericanOuço essa pergunta o tempo todo de alunos e colegas de trabalho, e sempre fico confuso quando tento responder. “Bem, eu falo Inglês Australiano, então acho que é uma mistura de Americano e Britânico.”

Read in English

Hoje em dia é muito difícil diferenciar o idioma com apenas dois tipos. É por isso que fico confuso com essa pergunta, porque o Inglês evoluiu muito com a globalização e com a divulgação do Inglês através da mídia, da cultura pop e de novas tecnologias. Quando me fazem essa pergunta eu tendo a dizer que falo o inglês universal.

É óbvio que tenho sotaque australiano, mas isso não quer dizer que meu Inglês é muito diferente do de um americano ou de um britânico. Você deve estar dizendo: “Mas um pouco do vocabulário é diferente”, o que é verdade, mas o vocabulário mudo do leste para o oeste na Austrália. Na minha opinião, se você quer saber que tipo de Inglês uma pessoa fala, é melhor perguntar para ele de onde ela veio ou onde aprendeu a falar inglês.

Nesse artigo vamos dar uma olhada nos 5 países de língua inglesa para onde os brasileiros tendem a viajar: os EUA, Inglaterra, Irlanda, Austrália e Canadá.

E-livro de graça: 101 Palavras que você nunca vai aprender na escola

Os EUA

O sotaque nos EUA definitivamente é o sotaque inglês mais proeminente no Brasil. Até mesmo as gírias americanas e as expresses idiomáticas atingiram o mundo todo devido à suas influências na mídia. No Inglês americano, existe uma pronúncia singular das palavras que podemos usar para tornar nosso inglês mais americanizado. A diferença mais comum, comparada com os outros idiomas, seria a pronúncia do “T” que soa mais como um “D”.
Water (wader), battery (baddery), thirty (thirdy), fourty (fourdy).

Inglaterra

O inglês britânico, como em todos os outros sotaques, possui muitos tipos diferentes. Para fazer uma comparação com o americano, vamos dar uma olhada em um inglês britânico fino. Esse estilo de inglês britânico pode às vezes ser considerado mais elegante (fino), e muitos ingleses acreditam que é o sotaque mais correto, autêntico, de todos. Como você vai perceber quando esse estiver ouvindo esse estilo de inglês britânico ser falado, eles tendem a pronunciar completamente todas as palavras e usar menos abreviações e contrações. Como eu disse antes, o som do “T” é pronunciado como um “T”, diferentemente dos americanos que às vezes usam o som do “D”. Como os exemplos que dei para o sotaque americano – water, battery, thirty etc. – o inglês realmente pronuncia o som do “T”.

Irlanda

Para todos os nossos leitores brasileiros, se você quer aprender como falar com sotaque irlandês, tenho boas notícias. O inglês Irlandês não usa aquele temido som de “TH” com que tantos de vocês têm problemas. Essa é uma das diferenças mais perceptíveis. O irlandês tende a usar um simples som de “T”, ou em alguns casos o som do “F” ao invés do “TH”. As palavras que tem o som do “TH falado” geralmente usam o “T”, por exemplo, Them, They, e o mudo usaria o som do “F”: Three, Mouth, etc. Então, se você quer uma boa desculpa para o porquê dos seus problemas ao pronunciar o “TH”, diga para as pessoas que você fala inglês irlandês.

Australiano

Os australianos tem um som muito distinto do “A” em comparação com os outros sotaques. Quando pronunciamos uma frase como, “You want to grab a glass of water,” a pronúncia deve ser algo como “yA wannA grabA glass of watA.” Como você verá no vídeo abaixo, os australianos têm a tendência de usar uma entonação no final das frases, mesmo quando não estamos fazendo uma pergunta. Dê uma olhada nesse comediante australiano de Stand Up, e também preste atenção à pronúncia do som das vogais, como elas também são diferentes.

Canadense

Por fim, mas não menos importante, os canadenses. A maioria das pessoas confunde o sotaque canadense e o americano porque eles são muito parecidos. Todas as pessoas para quem eu pergunto a diferença entre esses dois sotaques me disse a mesma coisa, “a forma que eles pronunciam ABOUT.”

A maioria dos canadenses (não são todos) pronuncia o som do “ou” e o som do “au” com um somo de algo como um “u”, a palavra mais comum, e com a qual as pessoas mais brincam, é a palavra “about.” Esse também é o caso de muitas palavras, como por exemplo, “house,” “crown” e “out.” Como você verá no vídeo abaixo, os canadenses tem a reputação de assentir muito com a cabeça.

Então, como você pode ver, hoje em dia o inglês não é apenas uma questão de britânico ou americano. O idioma é baseado mais em uma ampla ordem de países de origem.  Por que não pode existir um inglês brasileiro? Na minha opinião, quando os brasileiros falam inglês de uma forma natural, sem tentar copiar um americano ou um britânico, eles têm uma bela pronuncia e totalmente compreensível. Então leve isso em conta da próxima vez que alguém lhe perguntar se você fala inglês americano ou britânico. Veja o que acontece quando disser que fala inglês brasileiro.

Sotaques e outras sutilezas na fala de uma pessoa nos dizem muito sobre sua identidade, de onde ela vem, sua classe social e às vezes seu estilo de vida pessoal. Então, meu ultimo conselho para você sobre essa questão é que enquanto você estiver se comunicando, não se preocupe muito com seu sotaque, ao invés disso, preste mais atenção sobre a sua identidade cultural, se entregue ao idioma se envolvendo com as coisas que você gosta.

Se você tem mais alguma pergunta sobre esse tópico ou gostaria de nos contar algumas das suas experiências pessoais, por favor, deixe um comentário nesse post, ou fique a vontade para escrever na nossa comunidade do Real Life English no Facebook.

E-livro de graça: 101 Palavras que você nunca vai aprender na escola

voltar à página dos melhores artigos

  • lendo o seu artigo, percebi que você está falando de algo muito comentado hoje em dia na comunidade de professores de ingles sem nenhum baseamento teorico. deixo a dica de um livro muito bom nessa perspectiva: "World Englishes: Implications for International Communication and English Language Teaching" Author: Andy Kirkpatrick; é um livro excelente, que pode te ajudar a conceitualizar suas opiniões.
    have a nice one, mate!

  • lendo o seu artigo, percebi que você está falando de algo muito comentado hoje em dia na comunidade de professores de ingles sem nenhum baseamento teorico. deixo a dica de um livro muito bom nessa perspectiva: "World Englishes: Implications for International Communication and English Language Teaching" Author: Andy Kirkpatrick; é um livro excelente, que pode te ajudar a conceitualizar suas opiniões.
    have a nice one, mate!

  • Indianara says:

    Caramba, eu não entendi absolutamente NADA que o comediante australiano falou… Hahahaha

  • I thing that we have to speek the same english, so we can make diference in prononceation.

  • Luciana Dallabrida says:

    helo

  • Rodrigo says:

    Oi. Gostei muito do site. E quanto ao inglês escocês? Quais seriam as diferenças?