Hoje vamos dar uma turbinada na sua inspiração para a fluência no inglês apresentando-lhes o extraordinário e talentoso professor / músico do rap FLUENCY MC, publicando a primeira parte da nossa entrevista com ele.  Leia a Segunda Parte,

Read this article in English  | Entre na RLE Community

 O Fluency MC não é somente reconhecido internacionalmente por ser um educador que escreveu e apresentou várias músicas de rap que ensina inglês de maneira efetiva (que é o que ele denomina de COLLOTUNES – música de rap que ensina inglês). Ele também faz tours ao redor do mundo apresentando seu trabalho, através de workshops para professores e alunos.

Além da sua reputação popular, ele possui uma lista extensa de credenciais de professores, além de ser bastante PÉ NO CHÃO (Down to Earth: é modesto e acessível). Sua mensagem é realmente inspiradora!

A propósito, ele também é autor de vários materiais de ensino da Universidade de Oxford, é o fundador de uma escola de inglês em Nova York e ajudou a criar uma das comunidades mais ativas de aprendizado de inglês. A comunidade no Facebook chama-se H2E (How to Improve Your English – Como melhorar seu inglês).

Se você ainda não teve a oportunidade de se conectar com a FLUENCY FAMILY e a comunidade de aprendizado que ele criou (H2E- HOW TO IMPROVE YOUR ENGLISH), encorajamos você a fazê-lo, porque ele está COM TUDO!

O Fluency MC tem tido muito sucesso – em especial ultimamente – e ele possui muito a oferecer. Não perca essa oportunidade. Iniciaremos a entrevista abaixo, mas antes seguem alguns links de como você pode se conectar ao Fluency MC:

 Dê uma olhada neste vídeo acerca de verbos irregulares que possui mais de um milhão de visitas no Facebook.

Jason (“Jase”) Levine, O HOMEM POR TRÁS DO MITO do Fluency MC mora em New Jersey, cidade que fica nos arredores de Nova York. No momento ele está terminando outra turnê mundial. Vamos deixar que ele mesmo nos conte sobre sua paixão de infância pela música e como ele sincronizou essa paixão com seu amor por ensinar.

QUANDO A PAIXÃO POR MÚSICA ENCONTRA A PAIXÃO POR ENSINAR : Anos Iniciais- Influências e Inspirações Musicais

  1. Conte-nos um pouco sobre você. De onde você é? Qual a sua história antes de se tornar o Fluency MC, e qual o papel que a música teve na sua trajetória de vida?

Eu nasci em Cambridge, Massachussets, em 1970. Meus pais eram professores da Universidade de Harvard e a música sempre teve um papel muito importante na minha vida.

Quando eu tinha três anos, costumava ficar no meu quarto por horas ouvindo contos de fadas e Beatles em um gravador de som que tinha. Aos cinco anos, eu escutava os LPs da minha mãe na sala: Bob Dylan, The Stones e Otis Redding. Assistia Zoom, The Electric Company e Viva Allegre. Acabei me tornando um obcecado por aliteração e rimas. Inventava músicas bobas e as pessoas adoravam!

Minha família se mudou para St. Louis quando eu tinha oito anos. Todo o dinheiro da minha mesada era gasto com música. Comprei vários discos de rock dos anos 60 e do começo dos anos 70: Donna Summer, The Bee Gees, KC e Sunshine Band.

Na quarta série, ganhei uma bateria e formei uma banda chamada J, J e J com meus amigos Josh e Jeff. Ouviria Hip Hop (Grandmaster Flash) pela primeira vez em 1981. Foi então que comecei a escutar os shows de DJs na rádio.

Uma pequena minoria de estudantes da minha escola era branca. Eu tocava a bateria em uma banda de jazz e fazia remix para tocas durante nossas primeiras festinhas. Eu possuía a maior coleção de discos que qualquer pessoa que eu conhecia.

Eu já amava música, mas também era fascinado com a gramática do inglês e pelas diferentes maneiras que as pessoas usavam a língua para se comunicar. Foi uma época em que escrevi obssessivamente em meu diário.

Segundo Grau e Universidade / Universidade: Moldando o Talento

 No Segundo grau toquei em uma banda de punk, no entanto, gastei a maior parte do meu tempo e dinheiro com o hip hop. Vendia fitas com meus remix para alimentar o meu vício.

Frequentei o Vassar College em Poughkeepsie, em New York. Na universidade, comprei um toca-discos de DJ e comecei a promover festas e inventar batidas. Eu possuía um show popular na rádio e continuava tocando bateria na banda de funk/punk em Nova York.

Me graduei em Psicologia, com foco em educação. Fiz trabalhos de campo em escolas, cortes e instituições psiquiátricas, me graduando com êxito em 1992.

Logo que me formei fui para Manhattan, onde trabalhei como garçon e como DJ em pequenos clubes no centro. Depois de entrar em um programa de doutorado em Psicologia, decidi deixar a música mais de lado. Voltei para St. Louis e trabalhei como gerente, mas ainda vendia fitas com meus remix em uma loja de discos no meu bairro antigo.

Passado um ano, voltei para Nova York, onde trabalhei para uma empresa de distribuição de músicas de hip hop no Brooklin. Fiz também publicidade para a Nervous Records. Gravei um selo promocional para uma empresa que gerenciava DJ famosos internacionais.

Larguei a indústria da música por duas razões. A primeira é porque eu a menosprezava e a segunda porque, como muitos da minha família, nasci para ser professor.

Fique ligado para não perder a segunda parte da entrevista com o Fluency MC, quando falaremos sobre a essência da sua filosofia de ensino, de música e como usar a música para se tornar fluente o mais rápido possível!

Se você gostou da leitura, veja outra entrevista que ele deu para a  Celebrity English. E, de uma vez por todas, participe da Fluency Family no Facebook!

Leia a segunda parte dessa entrevista  | Join the RLE Community

Se você gostou deste artigo, pedimos a você que compartilhe, curta, comente com seus amigos. Fale para o mundo sobre o Movimento Real Life English, que já possui mais de 3 mil membros de mais de 50 países. Se você ainda não faz parte, entre agora na Comunidade Internacional de Aprendizado Real Life English, em que tópicos como este são dicutidos constantemente. Obtenha uma cópia do nosso popular e-book, 101 English Words You Won’t Learn in School.

  • Nandara Lima says:

    It’s a great post. The teacher Fluency MC is a inspiration for me.