Viver em um país estrangeiro é uma ótima maneira de aprender o Inglês, mas isso não garante que você irá aprender esse idioma.

Read this article in English

Embora seja uma ampla oportunidade para melhorar o Inglês quando se vive no exterior, estar lá não garante que você vai melhorar no idioma.

A fim de aprender o máximo da língua quanto possível, quando se vive no exterior certifique-se de evitar que esses erros comuns.

E-livro de graça: 101 Palavras que você nunca vai aprender na escola

Não fique com medo ou vergonha de falar Inglês

Como já falamos antes, ter medo de falar não é uma razão legítima para não tentar. Talvez você pense que o seu nível de vocabulário não é tão alto, ou que seu sotaque é muito forte, ou a sua pronúncia é terrível e que seria melhor não fazer ninguém sofrer enquanto te ouve falar. Se você pensar assim, você vai ficar nesse nível para sempre e nunca vai melhorar. E como você sabe mesmo, que você é tão ruim quando fala Inglês?

Quando você começar a falar com as pessoas, você vai perceber que a maioria das pessoas está mais preocupadas em entender o que você está dizendo, do que em contar o número de erros que você comete. Na verdade, cometer erros é uma das melhores coisas que você pode fazer quando está falando Inglês. Você não deve tentar cometer erros de propósito, mas perceber que quando as pessoas corrigem seus erros, eles estão lhe fornecendo um feedback valioso que lhe ajudará a melhorar.
A única maneira que você encontrar de melhorar suas habilidades no Inglês é falando o máximo possível. Isso nós levará ao próximo ponto.

Viver em uma cidade, que está cheia de brasileiros

A coisa mais fácil de fazer quando se muda para o exterior é escolher uma cidade que está cheia de seus compatriotas, ou outros nativos do Português. Isto torna sua vida um pouco mais fácil, permitindo que você facilmente faça amigos e encontre serviços. Mas esse conforto temo preço de se tornar mais difícil aprender o Inglês. Depois de estabelecer seu círculo social e entrar em uma rotina você vai achar difícil romper com isso e criar um novo círculo.

Uma das razões que eu decidi não viver no Rio de Janeiro foi por causa da quantidade de estrangeiros que vivem lá. Senti que se eu morasse lá, eu iria ficar em uma bolha de Inglês e nunca teria a oportunidade de falar Português. Sendo que, se tornar fluente em Português era uma prioridade para mim, decidi olhar outras cidades que tivessem menos gringos.
Seria possível que eu tivesse ficado no Rio e ainda aprendido o Português, mas eu sabia que a tentação teria sido muito forte para eu ficar em uma bolha de Inglês. Isso leva ao próximo ponto.

Morar com outros Brasileiros

Decidir quem será seu companheiro de quarto é importante não apenas por causa de como eles afetarão o seu aprendizado no Inglês. Se você viver com eles por muito tempo, você vai se tornar mais parecido com eles e você verá alguns dos hábitos deles se tornando seus hábitos. Se um dos hábitos deles é falar Português o tempo todo, então será difícil para você não repetir esse hábito. Como você os vê todos os dias, será garantido que você vai usar muito o Português.

Durante os primeiros dois meses que eu morei no Brasil eu fui capaz de falar apenas algumas palavras de Português para ser capaz de falar com confiança sobre muitos outros temas, sem um grande esforço. A razão pela qual eu avancei tão rapidamente, é porque eu morei com um brasileiro que não falava nada de Inglês. As primeiras semanas foram difíceis, e eu muitas vezes tive que recorrer ao Google Tradutor, mas após cerca de um mês, eu cheguei a um nível confortável da língua.

Compare essa experiência com minha situação atual vivendo com dois nativos do Inglês. Os dois já viveram com brasileiros antes e falam fluentemente o Português, mas falamos muito Inglês entre nós. Nós reconhecemos isso como um problema e falamos em Português entre nós, o máximo que podemos.

Enquanto seus colegas de casa? são figuras importantes na sua vida, eles não são os únicos que afetam seu potencial de aprendizagem em línguas.

Fazer amizades só com outros Brasileiros

Viver em um país estrangeiro é difícil. Sendo assim, é natural que você tente encontrar formas de tornar sua vida mais fácil. Muitas pessoas que se mudam para o exterior buscam amizades com seus compatriotas, ou com outros nativos do Português. Não há nada de errado em ter essas amizades, mas apenas fazer amigos com pessoas que falam a sua língua irá impedir o seu progresso no Inglês.

Se você é sério sobre aprender a língua que você precisa fazer amizades com falantes nativos e insistem em só falar que a língua com eles. Isso vai ser extremamente difícil de fazer no início, mas é a melhor maneira de melhorar em um idioma.

Pensar que os estudos em sala de aula são suficientes

O último erro a ser evitado quando se vive no exterior é pensar que o tempo gasto em sala de aula é suficiente para se aprender o Inglês. A aprendizagem verdadeira de línguas não acontece dentro de uma sala de aula, isso acontece quando você vive a língua. Você precisa ter um estilo de vida para aprender Inglês, se expondo ao idioma sempre que puder. Alterar o Facebook para Inglês, assistir TV e ouvir podcasts, ler livros, escutar música. Você deveria tentar se expor ao Inglês em qualquer lugar que puder.

É só isso por enquanto Real Life English. Agora queremos saber de você: Quais são suas dicas para aprender uma língua estrangeira quando se vive no exterior?

E-livro de graça: 101 Palavras que você nunca vai aprender na escola

voltar à página dos melhores artigos